Márcia

janeiro 14, 2011

Caso me aconteça algo

Como nunca sabemos, aqui estão algumas informações importantes:

1- Quero ser inteira doada. Órgãos para reuso, corpo para estudo (em homenagem à Marisa, preferência à escola paulista de medicina)

2- Como não vai ter corpo mesmo, nada de eventos fúnebres. Festa pode ser demais para alguns ânimos, mas reunião com cerveja é obrigatório, enquanto louvam minhas infinitas qualidades… hehehe!

A princípio é isso. Obrigada por fazerem minha vida valer tanto a pena. Amo todos vocês.

Beijos e afagos,

Márcia

PS: Se eu virar um vegetal, que seja sem aparelhos me mantendo. Se for pra ter seqüelas, não fazer nada. Vida a qualquer preço não vale pra mim.

Se for acidente de bike ou moto, saibam que vou feliz. “viver ou morrer é o de menos [...], ser feliz ou não, questão de talento”…

Post scriptum do epitáfio da Márcia. Os grifos são meus.

Márcia Regina de Andrade Prado, 40, massagista, ciclista, primeira dama das rodas fixas paulistanas, minha amiga, mais uma vítima da imbecilidade humana. Nunca vi ela de mal humor, nunca vi ela sendo grossa com alguém, sempre uma presença tranquila e bem vinda. Descanse em paz.

Hoje, sexta-feira, 14/01, pessoas com e sem bicicletas se encontrarão na Praça do Ciclista em São Paulo, para uma homenagem a Márcia Regina de Andrade Prado. Nessa data, em 2009, Márcia foi morta por um motorista de ônibus irresponsável, que lhe tirou a vida covardemente em plena Av. Paulista, como punição pelo “crime” de andar de bicicleta na faixa da direita em uma avenida com três outras pistas disponíveis.

O encontro será na Praça do Ciclista às 18h, de onde as pessoas partirão caminhando até o Memorial Márcia Prado às 20h. A distância é curta, o Memorial fica na mesma avenida, e não pedalaremos, empurraremos as bicicletas na Av. Paulista, pois muitos familiares da Márcia não pedalam e preferem caminhar. Portanto, estar sem a bicicleta não é desculpa para não ir.

Contamos com a ajuda de todos. Se possível levem flores, cartazes, faixas, fotos e cervejas.

Veja mais no Vá de bike.

Homenagem durante a I Fixolimpix


Homenagem à primeira dama

janeiro 14, 2010

Descendo pra Santos

Hoje completamos um ano sem nossa primeira dama.

Mas do que necessario nos reunirmos para homenageá-la. E nada de choradeira, vamos tomar várias cervejas e vamos rir bastante. Era essa a vontade dela.

Sinta-se a vontade para trazer flores, tintas, velas ou o que mais for preciso para embelezar o momento.

Homenagem durante a primeira Fixolimpix

Concentração na praça do ciclista as 18h, pedal até a ghost bike na sequência.


MÁRCIA, nossa eterna 1ª dama e cidadã paulistana

fevereiro 2, 2009

marciavive

Nasceu na primavera de 1968, transvivencia no verão de 2009.

Nossa  homenagem, é acreditar em seus sonhos: uma cidade melhor para tod@s.

Como faremos? Sempre pedalaremos.

Desistir de um sonho, NUNCA!!

ghostbikemarcia2

Leia as Homenagens para MÁRCIA – clique aqui.

O N E   L E S S   G E A R


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 72 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: