Político seduzido por uma fixa

setembro 12, 2009
BikeVille-052

O Secretário de Esportes, Walter Feldman, curtindo a fixa do Valverdes.

No dia 5/09 (sábado), no Parque das Bicicletas, aconteceu o Bike Ville. Um dia inteiro voltado para atividades em prol do esporte, da vida e da saúde.

Oficinas de bike, organizadas pelos colaboradores do Instituto CicloBR.

Aulas de mecânica, uso do câmbio (o que é isso?), cicloativismo, ciclismo urbano, mulheres no pedal, cicloturismo e fixas.

Ó nóis ai

Ó nóis aí.

Suspeito

Suspeito.

Rafa e Galo

Rafa e Galo.

Sem comentários

Sem comentários.


Contrastes

junho 24, 2009

Nestes dias, vemos os desmandos dos governos Motor&Serra e Nunkassabi, passando por cima do plano diretor e apressando uma obra faraônica na marginal Tietê, com o corte de arvores centenárias e impermeabilização de 19 hectares. Não sei se será possível deter a obra, mas pelo menos essa barbárie está sendo muito bem documentada e divulgada pela mídia alternativa, como no caso de CicloBR de André Pasqualine e Blog de Ecologia Urbana de JP Amaral. Aqui vai um contraponto interessante, desde Luzern, Suiça:

Junge Grüne

Essa é uma propaganda dos Junge Grüne (Jovens Verdes), ala jovem do Partido Verde da Suiça. Achei a propaganda de extremo bom gosto e realmente cativante. Nenhuma promessa, nenhuma cara de um tonto engravatado com sorriso amarelo. Apenas uma bicicleta verde.

Mas, como nem tudo são flores, Aqui vão duas propagandas do SVP, um partido, digamos, conservador. Essas propagandas foram para o plebiscito sobre a implementação do acordo Schengen na Suiça, que eliminou o controle de fronteiras nos países da União Européia.

SVP1

SVP2

A boa notícia é que eles perderam :D  O trânsito nas fronteiras suiças é aberto a toda União Européia.


IPI zero para bicicletas

junho 15, 2009

Enquanto o presidente insiste em caminhar na contra mão, propondo reduzir para sempre o IPI sobre os motorizados, o senador Inácio, do Ceará, está propondo IPI zero para bicicletas.

Ele criou o Projeto de Lei nº 166 de 2009 e propos um abaixo assinado para pressionar os senadores e deputados.

Antes de mais nada, não quero nem saber de que partido é quem.  Na página do Inácio não tem nenhum logo de partido (pelas cores puxando pro vermelho, deve ser de algum de “esquerda”) e não me sinto na obrigação de descobrir de que lado ele samba. Quero que se fodam todos os partidos.

O que me importa é somente uma coisas: que paguemos preços menos absurdos por bicicletas e suas peças.

Um amigo que trouxe uma bike do exterior havia me dito que pagou imposto como se bicicleta fosse brinquedo e que se fosse taxada como meio de transporte ele teria pagado menos.

Não encontrei nada que confirmasse essa informação. Mas aprendi algumas coisas sobre o IPI.

Segundo a TIPI (Tabela do IPI), seção XVII, capítulo 87.03, os veículos com motor de pistão, de qualquer cilindrada, com capacidade inferior a seis seres humanos, são taxados entre 07% e 25%. Isso sem contar a redução (por enquanto) temporária dos tempos de crise.

Segundo a mesma tabela, mesma seção, capítulo 87.12, bicicletas sofrem taxação de 10%. Todas as suas peças recebem a mesma taxa de 10%, exceto os selins (12%), os pneus (15%) e os aparelhos de iluminação (15%).

Recebem exatamente a mesma taxação das motos e são sim taxadas como veículos, sendo que pagam mais imposto do que carros de mil cilindradas (7%).

Repito: essa comparação foi feita com o IPI cheio. Nesse exato momento e até o fim do mês, não são só os carros mil que estão pagando menos impostos do que as bicicletas.

Dessa forma, o fim do IPI para as bicicletas as tornaria pelo menos 10% mais baratas. Se outros projetos surgirem e reduzirem os outros impostos, será muito mais fácil comprar uma bicicleta.

Isso não é jogar dinheiro fora, não é desviar a verba que iria para a saúde ou a educação, não é privilegiar um grupo específico.É possibilitar que mais e mais pessoas adotem esse charmoso, ecológico, saudável e feliz meio de transporte.


Cicloficina em milão

junho 9, 2009

Rialza il culo

“Levanta a bunda”… Menchov! E vai participar da oficina comunitária Ruota Libera, em Milão.

Acho que é um pouco longe pra gente participar, mas é um sonho que podemos implantar aqui: uma oficina comunitária que serve de ponto de encontro para trocas de experiências e convívio.

Essa é de Milão, mas isso existe em vários lugares do mundo.

O Mocó do Canna é um pouco isso, mas é uma iniciativa individual do doido proprietário da Canna Fixed Co.

Alguém mais quer isso por aqui?


Malhar o Judas do Alexandre – Bicicletada Extra

abril 11, 2009

via blog do Aylons

Data: 11/04/2009

O local?
O mesmo de sempre, Praça (ainda não sinalizada) do Ciclista, que fica no canteiro central da Avenida Paulista, entre as ruas da Consolação e Bela Cintra (Mapa).

Concentração Lúdica: 12h

Saída: 14h

Sábado de Aleluia estão todos convidados a malhar o judas mais odiado deste ano em São Paulo: Alexandre de Moraes.

Ele conseguiu a proeza de ser odiado por ciclistas, motoristas e motoqueiros de São Paulo ao dar a morte para os primeiros, engarrafamentos para o segundo, e mostrar a bunda para os terceiros. Como? Disse que não liga se ciclistas morrem se isso ajuda o trânsito a ficar bom, deixa acontecer engarrafamentos recordes e se recusa a colocar as faixas de motos (que trazem segurança), porque os motorista não querem.

Enfim, a partir do meio dia (mas talvez começando mais tarde), na Praça do Ciclista, malharemos o Alexandre de Moraes, presidente da CET, SPtrans e secretário da (falta de) transporte na cidade de São Paulo.

Foto: Aylons

Foto: Aylons

O N E   L E S S   G E A R



MÁRCIA, nossa eterna 1ª dama e cidadã paulistana

fevereiro 2, 2009

marciavive

Nasceu na primavera de 1968, transvivencia no verão de 2009.

Nossa  homenagem, é acreditar em seus sonhos: uma cidade melhor para tod@s.

Como faremos? Sempre pedalaremos.

Desistir de um sonho, NUNCA!!

ghostbikemarcia2

Leia as Homenagens para MÁRCIA – clique aqui.

O N E   L E S S   G E A R


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 73 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: