Penny Jazz Farthing

janeiro 12, 2011

As bicicletas nasceram fixas. Passaram por um período de pouca criatividade e preguiça, mas aos poucos estão voltando ao bom caminho.

E se você se acha super bacana e radical por andar com sua estilosa roda plesa sem freios no trânsito de Sampaulo, saiba que você ainda é uma criança.

Quero ver enfrentar a dureza da selva em uma Penny-Farthing, como faz diariamente o músico Wilson Gomes Jazz. Essa bike ai da foto é uma das quatro que ele tem. E é com ela que ele vai trabalhar. Se você tá duvidando, não se acanhe, o gajo pode ser visto pelas cercanias do parque do Ibirapuera e pela região de Pinheiros, dê um rolê e confira com seus próprios olhos.

(Se o Galo já é macho pra caraio por pedalar aquela torre, o Wilson é o que?)

Fato curioso é que ele conheceu o Zé Lagartixa aqui pelo blog. Não sei se essa bike da foto foi feita pelo Zé, nem sei se foi ai que o Wilson se apaixonou pelas P-F. Mas é mais uma minúscula, porém honrosa, contribuição do Fixa Sampa para o colorido insano da cidade cinza.

Estamos no aguardo de fotos das bikes, do encontro com o Zé, de confirmações dessa história e de mais histórias.

E, como não poderia deixar de ser, uma palhinha do menino tocando pra carai:

Esse post foi motivado pelo ótimo post do Outras Vias. Vale a pena.


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 69 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: