O que o DMSC tem a ver com o Tour de France (e vice-versa)

Passando o Dia Mundial Sem Carro, pudemos constatar o que já esperávamos, a atuação ridícula da prefeitura de São Paulo, que iniciou incentivo tímido em 2007, e desde então a timidez só cresceu. Não vou me aprofundar no tema, pois este é um blog de pessoas educadas e nos faltaria o vocabulário adequado para contemplar o tema com o devido mérito.

Mas introspecções acerca do que queremos em relação à vida nas cidades me relembraram minha decepção com o Tour de France e este a postagem que devo desde então.

Moro em Basel desde dezembro, e ao descobrir que o Tour passaria perto de casa, achei a oportunidade imperdível. Não foi difícil convencer o colega de república a pedalar até Dannemarie, na França, onde seria um ponto de sprint.

CARTE

Chegamos com umas duas horas de antecedência, e o circo já estava armado. Grades de contenção, policiais, telão, ponto de sprint.

P1250652

Até aí tudo bem, mas uma hora antes dos ciclistas chegarem, começa passar a caravana dos patrocinadores. Com pelo menos 5 veículos por empresa, entre motos, carros e caminhões, passavam lentamente, fazendo muito barulho, “animando” o público, e arremessando-nos “brindes”, que em sua maioria eram objetos completamente descartáveis e sem nenhuma utilidade além de acenar para os ciclistas e para as câmeras televisivas. Uma quase excessão foi o boné de bem pouca qualidade do Carrefour (Sim, eu sou um dos idiotas da foto, o outro é meu colega de república).

P1250653

A passagem do grupo em fuga foi fulminante, e não me perguntem quem ganhou o sprint, eu estava ocupado filmando, e ainda que não estivesse, não sei os números dos corredores de cabeça, além do camarada da motoca esperando um fotógrafo não ter ajudado muito.

O pelotão chegou logo atrás, junto com os pelo menos dois carros de cada equipe (Ao total, patrocinadores e equipes, um veículo automotor por bicicleta?).

P1250661

P1250662

P1250663

P1250666

P1250675

P1250676

DSC01723

Depois que acabou a brincadeira, um chimarrão para esquentar antes de pedalar os 30 km de volta a casa. E ainda deu tempo de ver os últimos 40 minutos da etapa pela televisão. Foi um dia bem legal! Mas acho que o excesso de veículos automotores deixa um pouco amarelo o sorriso de qualquer amante de bicicleta, que não foi ver outra coisa que bicicletas e ciclistas.

Anúncios

5 Responses to O que o DMSC tem a ver com o Tour de France (e vice-versa)

  1. masterfix disse:

    Concordo plenamente com seu ponto de vista. Um evento desses deveria priorizar as atividades ecológicas e sustentáveis.
    Eu estava em Londres em 2006 quando houve uma etapa do Tour (se não me engano a primeira), e foi a mesma coisa, muito carro de publicidade muito lixo e desperdício. Como sempre um evento dessa magnitude não é ignorado pelas empresas que veem uma oportunidade de vender mais e aparecer para milhares de pessoas. É sempre assim, quando uma competição fica muito grande envolvendo muita grana e muita mídia as pessoas perdem completamente os valores.

  2. Por essas que prefiro acompanhara as competições de bike messengers. É menor, poucos patrocinadores e é feito com o coração.

  3. rafa rodolfo disse:

    nunca tinha acompanhado nenhum tour, esse foi o primeiro, tava adorando assistir pela espn, até q deu uma boxada quando um dos comentaristas disse q a Astana é uma empresa de petroléo, fiquei q nem criança quando descobre q papainoel não existe.
    Esse tipo de compretição leva a bicicleta para o lado negro da força!!!a unica coisa q salva é a superação dos atletas e as disputas entre eles.

  4. Juliano disse:

    Vou procurar sobre essas comp de mensageiros

  5. masterfix disse:

    O nome dessas competições é Alleycat race.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: