Das antiga

maio 29, 2011

Reparem na incrível inclinação e no tamanho da pista.

Além da riqueza das tomadas.

E eu quero uma penny-farthing.


Umberto dei Milano

outubro 10, 2009

Um grande amigo meu, Victor Hugo Estellano Schulze, passeando por Bologna, encontrou esta linda antiguidade. Não, não estou falando de Sofia Loren.

foto1foto3

A selim obviamente(?) não é o original, e proporciona uma certa independência entre as partes. Busquei um pouco a história da marca e encontrei alguns sites interessantes:

link 01

link 02

link 03

PS – Essa bicicleta é provavelmente mais velha do que a sua avó.


Zé Lagartixa

setembro 7, 2009
Aro de palito

Aro de palito

Detalhe da parte interna

Detalhe da parte interna: nada de metal, só palito e resina

Dentro de alguns dias teremos uma nova fixa na família.

E no meu caso a parte da “família” é literal: meu primo se empolgou com essa história e tá montando uma fixa.

Depois de algumas conversas ele resolveu pegar a Caloi 10 que tava encostada na casa dele e transformá-la numa pisteira. Como ela é desses modelos novos, foi preciso mexer na gancheira e pintar (porque a pintura original é nojenta).

E ele achou um maluco para fazer o serviço: Zé Lagartixa.

O Zé tem um depósito de ferrolhos que rivaliza com o Mocó. Entre suas tranqueiras encontra-se esse aro de palitos de fósforos acima.

Feito apenas com palitos e resina, eu não teria coragem de andar com uma coisa dessas, mas devo dizer que é bem bonito.

Guidão e sistema de freio feitos em casa

Guidão e sistema de freio feitos em casa

slslkjs

A roda também é hand made

O criador e suas criaturas

O criador e suas criaturas

Mas a peça mais legal que ele tem é essa Penny Farthing invertida.

Totalmente feita em casa, pneu de plástico sem câmera, banco e tudo mais reconstruido a partir de fotos.

Esse é segundo modelo que ele fez. O primeiro tinha a roda menor para trás, como manda o figurino, mas segundo o Zé, esse é melhor de pedalar.

Agora quero ver ele fazer que nem o Galo e descer a serra de Taubaté-Ubatuba com essa coisa.


Colnago

agosto 6, 2009
Seu Colnago

Seu Colnago

Carbono tem alma?

Pra que se preocupar se o quadro é feito na China, o que importa é que o desenho, a idéia, a alma da bicicleta continuam sendo italianos.

É o que argumenta o pessoal da Colnago na sua muito instrutiva página.

Pra quem gosta molto da Colnago, o álbum de fotos. Pra quem  gosta pra caralho, um vídeo com o Seu Colnago apresentando seu museu.

Esse post foi inspirado pelo Maglia Rosa e é uma homenagem ao Canna.

Canna chifrando a namorada com uma Colnago

Safado


Memória

outubro 7, 2008

Uma idéia simples: pedale.

O N E   L E S S   G E A R


Fênix

outubro 7, 2008

É sempre bom quando descobrimos que somos malucos mas não estamos sozinhos. E eis que nos aparece este insano aqui, outro de Santos, que além de gostar de rodas fixas também tem esse estranho hobby de ressuscitar bicicletas. Dê uma olhada no lindo trabalho dele. O cara é muito caprichoso e conhece muito do assunto.

Pastor Canna, sinto que fomos desafiados e temos a obrigação de responder a altura.


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 69 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: