F I X A N O V A

junho 13, 2011

Quando resolvi montar minha fixa nova, tive a ideia de fazer um pequeno vídeo resumindo o processo todo. Pra isso, convidei o diretor oficial do FixaSampa, mr. André Seitsugo. O resultado é esse aí:

F I X A N O V A on Vimeo.

Anúncios

Eddy Merckx Manero

abril 6, 2011

O Canna curtiu a onda manera do Jisuis e não se aguentou.

Eis que surgiu essa singela homenagem ao grande canibal.


Juliet

dezembro 13, 2009

Já faz algum tempo que eu botei na minha cabeça a idéia de ter uma fixa. Mas desde então, eu nunca tinha chegado num consenso comigo mesmo de como seria essa bike. Mudei de idéia umas 137 vezes, até o dia que eu me deparei com a famosa Charge da Juliet Elliot. Quando bati o olho nessa bicicleta eu resolvi que era o que eu queria pra minha, com uma cara bem mais de rua do que de pista.

Usei como referência a cor do quadro, o pneu não tão fino, o firma pé tipo strap e claro, o conjunto mesa/guidão de bmx, que foi o que me chamou mais a atenção no princípio. Então acho que nada mais justo do que batizar a bike de Juliet.

Mais uma fixa em SP vinda diretamente da fantástica fábrica de bicicletas do sr. Wonkanna (a.k.a. Mocó do Canna).






Alguém precisa de cubo?

dezembro 9, 2009

O Canna fica com pudores pra anunciar suas muambas aqui. Mas como, além do mega milhonário empreendimento dele, isso também é utilidade pública, tomei a liberdade.

Ele conseguiu um lote de cubos Formula de pista. Como vocês vêem, tem do preto e do prata. Somente de 32 furos. Já vem com pinhão de 15 dentes e lockring de alumínio.

O preço tá bom (R$ 220,00 o par)  e não dá pra comparar a qualidade desse cubo com as gambiarras que a gente tá acostumado a fazer. É um investimento que vale muito a pena.

O email dele é mariocanna@gmail.com, fala que é meu amigo que ele dá um descontinho.


Callas reloaded

outubro 30, 2009

O memorial do Bruns não para de crescer. Felizmente o cara tem o corpo fechado e não sofre nada, só os ferros entortam.

Azar ou sorte da bela Callas, que precisou de um transplante de quadro.

Abaixo a explicação da baixaria.

Oups...

Oups...

Voltando do casório do nosso amigo, a menos de 30 metros de casa, um carro que estava em movimento resolve entrar no prédio à esquerda.

Mas antes, ele deu seta. Uns 0.32 segundos antes de virar de fato…

Meu reflexo foi desviar do carro e usar o outro parado como amortecedor enquanto eu tentava (e como tentei) parar a fixa. Não deu. Bati forte e caí em pé (!). Nada de batidas de cabeça ou mesmo corpos ralando no chão. Não aconteceu nada comigo. Já a Callas…

Ela entortou a frente e as fotos em p/b falam por si.

Callas 03

Inviável

O motorista do carro saiu, veio falar comigo, perguntou se estava tudo bem comigo, com a bike. Eu só respondia que estava tudo bem e que não havia acontecido nada. De lá eu saí com a bike no ombro e fui para casa, logo ali.

(dois dias depois…)

Um aviso do Multiply me avisa que o Mocó do Canna tem novidades. Entre elas um quadro Caloi 10 Triathlon recém pintado. Por acaso, quase na mesma cor que Callas original. A diferença principal é a geometria. Agora a roda fica mais embaixo da bunda (ui!) o que deixa a bike mais rápida e até mais no chão (primeiras impressões ainda).

ressurgida das cinzas

Ressurgida das cinzas

Montamos a bike na terça e o resultado é esse aí.

Talvez você não perceba nenhuma diferença. Isso é intencional =D

Abraços,
Bruns

ps. “Agradeço a graça alcançada”. Thanks to Canna’s Mocó Inc.


Peugeot PX-10 – fixed

outubro 7, 2009

Mais uma fixa sai das modernas e amplas oficinas da Ciclofficine, ou trocando em miúdos, Mocó do Canna.

Este quadro era um surrado Peugeot PY-10 francês, datado de 1979. Teve que ser resoldado e realinhado, mas o trabalho valeu a pena – um excelente quadro confecionado com tubos Reynolds, verdadeiro clássico.

Como o bagaço chegou

Como o bagaço chegou

Uma bela gancheira Simplex embaixo da tinta

Uma bela gancheira Simplex embaixo da tinta

Já devidamente tratada e com primer

Já devidamente tratada e com primer

Pronta!

Pintura ainda sem o verniz

Pronta!

Pronta!

Mais um fixado

Mais um fixado

O clássico

O clássico "Burt" Reynolds

O belo garfo original foi mantido

O belo garfo original foi mantido

O Matias Fingerman foi quem fez a encomenda, que me deixou à vontade para configurar a magrela. Pelo estilo do rapaz, decidi colocar freios dianteiro e traseiro, guidão clássico e relação 44X16 – para o menino sofrer um pouco.

Mais um fixado em SP! Veja mais sobre no Mocó do Canna.


Sensível à luz

outubro 5, 2009

Canna, eu quero essa pintura na minha próxima fixa.

Encontrado no Milano.


%d blogueiros gostam disto: