Desafio intermodal 2010

setembro 18, 2010

Porra, Wagneta, perdeu do motoquero!

Saiba mais aqui.


Desafio intermodal 2010

setembro 14, 2010

.

Qual meio de transporte é mais eficiente nos deslocamentos urbanos? Essa é a pergunta que o Desafio Intermodal, pelo quinto ano consecutivo, se propõe a responder.

Cerca de 20 pessoas participarão em diferentes modais, como carros, motos, ciclistas, cadeirantes, patinadores, skatistas e até um helicóptero.  Eles serão testados pelo tempo gasto para se chegar ao destino final, o custo que cada um gera e quantos quilos de gás carbônico emitem. Ou seja, não basta chegar em primeiro lugar, os impactos ambientais também serão importantes.

O Desafio pretende mostrar as infinitas possibilidades de se locomover pela cidade além de analisar o desempenho do transporte público ano a ano.

Como o Desafio Intermodal faz parte dos eventos que promovem o Dia Mundial Sem Carro, ele é realizado na quinta feira que antecede o dia 22 de setembro, sempre o mesmo horário e trajeto.

A saída acontece na Praça General Gentil Falcão, altura do número 1.000 da avenida Eng. Luis Carlos Berrini (ver mapa), às 18h00 em ponto. Cada participante deverá chegar ao prédio da Prefeitura do Município de São Paulo com o seu modal.

As Regras

O tempo computado será o deslocamento completo da pessoa e não do modal. Portanto, levaremos em conta o tempo que a pessoa leva até o modal e o tempo que ele perderá para estacionar o veículo. Como o ciclista desmontado se equipara a um pedestre, o único veículo que não será necessário estacionar é a bicicleta.

No deslocamento deverão ser respeitadas todas as regras de trânsito, os pedestres terão que atravessar na faixa, a não ser que ela esteja a mais de 50 metros. Nesse caso, segundo o art. 69 do CTB, ele poderá atravessar no local que considerar mais seguro.

O pedestre corredor terá que correr na calçada, caso isso não seja possível, será tolerado que ele use a rua.

Todos os participantes estarão uniformizados.

Programação do Desafio

17h00 – Início da Concentração Na Praça Gal Gentil Falcão e atendimento a imprensa.

17h50 – Alinhamento dos participantes e explicação das regras do desafio

18h00 – Será realizado um contato telefônico com um representante da organização do desafio, lá na Prefeitura e ele dá a largada pelo viva-voz do celular.

Nesse momento as pessoas se dirigem até o seu modal e cada um faz o trajeto que achar mais conveniente.

18h30 – Previsão de chegada dos primeiros participantes em frente à Prefeitura de São Paulo

20h00 – Previsão de chegada do último participante

Locais e data

16 de setembro de 2010 (quinta-feira)

Partida: Praça General Gentil Falcão – Brooklin (Altura do número 1.000 da avenida Eng. Luis Carlos Berrini) (ver mapa)

Chegada: Prédio da Prefeitura ao lado do Viaduto do Chá.

Mais informações:

Aline Cavalcante 88926172

.

.

Alguém duvida que quem vai chegar primeiro nessa porra é um fixeiro?


Desafios intermodais

março 23, 2010

O caos no trânsito das grandes cidades é uma maravilha globalizada.

A solução também é.

Os desafios entre bicicletas e outros modais motorizados já estão virando lugar comum. E seja onde for, não por acaso, o vencedor é sempre o mesmo.

Este primeiro é uma produção dos irmãos Neistat. Iogurte versus gasolina é a boa metáfora que explicita as diferenças de qualidades de dois modos de vida antagônicos.

Encontrado no blog da Transporte Ativo.

Este outro acontece em Milano. Obviamente encontrado no Milano Fixed.

E pra finalizar, esses vídeos ai encima (roubados dos Curitiba que roubaram do Juice que roubou de…) são uma propaganda da Mercedes. Isso mesmo, uma propaganda de automóvel que mostra um carro perdendo pra uma bicicleta.

Vai entender.


Ride your bike!!

setembro 30, 2009

Agora o Bruns vai ficar mundialmente famoso de verdade.

Ontem, exatamente as 12:11 pm de algum lugar, o Lance Armstrong postou no seu twitter uma ligação para uma matéria sobre o desafio intermodal de São Paulo.

Talvez ele tenha ficado impressionado com o fato das bicicletas terem vencido o helicóptero. Ou ficou impressionado com o desempenho monstruoso do Bruns mesmo.

A matéria em si é bem legal (veja resumo porcamente traduzido abaixo). Ela apresenta este vídeo muito bom feito pelo repórter gente boa Tom Cavalieri, fiel escudeiro da Falzoni.

São Paulo vem sendo afogada num mar de carros por muito tempo. E o futuro não mostra nenhum sinal de melhora. Insuficiência de transporte coletivo aliada a veículos privados geralmente ocupados por uma única pessoa compoe um cenário diário de caos.

Em média, o habitante de São Paulo fica preso no trânsito durante quinze horas por semana – aproximadamente dois dias de trabalho. Sem contar os danos económicos e psicológicos, a situação é uma trava ao desenvolvimento da cidade e à qualidade de vida de seus cidadãos.

Neste cenário aconteceu o desafio intermodal. A proposta é simples: ir o mais rápido possível do ponto A ao ponto B, durante a hora do rush, usando o meio de transporte que preferir. O evento busca alertar para alternativas viáveis ao automóvel e promover o dia mundial sem carro.

Contrário a qualquer previsão [tolinhos], a bicicleta venceu o desafio, com tempo de 22 minutos – mais de dez minutos antes do helicóptero e uma hora antes do carro, que chegou depois do corredor, do ônibus e apenas dez minutos antes do pedestre [dá-lhe Laércio].

Mudar o paradigma automobilistas é necessário, ainda mais em uma cidade do tamanho e da importância económica de São Paulo. O desafio intermodal talvez não apresente soluções reais para o problema, mas ao menos chama a atenção para a questão fundamental da mobilidade e como ela impacta o meio ambiente e as nossas vidas.


Os caminhos do intermodal

setembro 19, 2009
O caminho feito pelo Bruns. Quase uma reta.

O caminho feito pelo Bruns. Quase uma reta.

Na página do Pasqua, além de muita informação sobre o desafio intermodal, você encontra todos os trajetos realizados.

O da roda fixa foi um dos mais diretos e retos. Nem o helicóptero conseguiu ser tão objetivo.


Sim, o helicóptero perdeu

setembro 19, 2009

O desafio intermodal deste ano teve até helicóptero e, sim, ele perdeu.

Veja no vídeo ou neste blog a explicação do participante que pelo menos teve a felicidade de ver as luzes da cidade de cima.


Fixa Vence Desafio intermodal 2009

setembro 18, 2009
Olha a cara do menino. E o que será que o Aragon tá cantando?

Olha a alegria do menino. E o que será que o Aragon tá cantando?

O lendário Bruns quebra quadros, quebra coroas, quebra correntes e agora resolveu quebrar recordes. Participou do desafio intermodal deste ano e detonou a concorrência.

Pedalando uma fixa, já que ele só anda de fixa, percorreu o trajeto que saiu da região da Berrini e chegou a Prefeitura da Paulicea, no centro, em pouco mais de 22 minutos. Mesmo errando o caminho, deixou para trás motoqueiros, carros, helicoptero e até um bike courier (de bike com marchas). Ano que vem vai ter antidoping no intermodal.

Uma vitória para as bicicletas na cidade e para os fixados também.

Cobriram o evento diversos sites e emissoras de TV. Além disso foi muito legal acompanhar diversos participantes em tempo real via Twitter.

Esperamos logo um relato do Bruns.

Intermodal resultados

Se não conseguiu ampliar o gráfico bonito que o Lilx fez, clique aqui.

Em Curitiba uma fixa também ganhou. No Rio a integração bicicleta metro funcionou melhor. Em Maringá obviamente também foi a bicicleta que chegou na frente, com o fato curioso de um patinador ter chegado antes do automóvel.

Saiba tudo o que rolou na página da bicicletada sp.


%d blogueiros gostam disto: